As contribuições da Economia Solidária no contexto da Covid-19: o caso das hortas comunitárias em Araraquara (SP), Brasil
PDF

Palabras clave

crise
agroecologia
segurança alimentar
agricultura urbana
empreendedorismo popular
tecnologias sociais
governança democrática

Cómo citar

Azevedo Fonseca, S., Morais, L., & Chiariello, C. L. (2021). As contribuições da Economia Solidária no contexto da Covid-19: o caso das hortas comunitárias em Araraquara (SP), Brasil. Sobre México Temas De Economía, 104-126. Recuperado a partir de https://sobremexico-revista.ibero.mx/index.php/Revista_Sobre_Mexico/article/view/65

Resumen

Neste ano de 2020, face aos acontecimentos ocasionados pela Covid-19, implicações negativas ocorreram (e ocorrem ainda) na dimensão do contato, da vivência, das condições materiais de vida, da partilha de relações. Adicionalmente, outros impactos são sentidos, no que se refere ao cotidiano dos empreendimentos de economia solidária, tanto no campo da produção e da comercialização, quanto no processo de trabalho. Diante dessa conjuntura, entende-se que a economia solidária possa contribuir com alternativas de enfrentamento desta pandemia, no curto e no médio prazos. Uma das formas remete à formulação e ao uso de tecnologias sociais passíveis de serem arquitetadas, propostas e reaplicadas em diferentes territórios. Assim, neste trabalho, a conexão entre a economia solidária, as tecnologias sociais e o enfrentamento do cenário pós-pandemia se dará a partir das hortas comunitárias urbanas e sua experiência no município de Araraquara, município situado no interior do Estado de São Paulo, no Brasil. Essa experiência é entendida como uma tecnologia social que vem ganhando força como forma de prover a segurança alimentar, sobretudo em momentos de profundas crises econômicas. A pesquisa realizada, de natureza qualitativa, encerra um caráter exploratório, delineada como pesquisa ação, tendo os dados sido coletados por meio da pesquisa ação e da observação participante.

PDF